sábado, 9 de abril de 2011

Conquistando o Paciente - Parte 1

Vamos dar início a uma série de artigos, com o tema “Conquistando o Paciente ”. Existem várias maneiras de conquistar um paciente, nesta primeira parte falaremos a respeito dos diferenciais, daquilo que é novo e que fica registrado na mente.

“Cadê meu celular? Tá na Pernambucanas”. Esta foi uma ótima estratégia publicitária, que teve um diferencial e que marcou na mente das pessoas. Eu nunca vi alguém que tenha perguntando do seu celular e que não tenha tido como resposta “Tá na Pernambucanas”.
        .
Isso não significa que você tenha que fazer um grande anúncio publicitário em horário nobre na Rede Globo, apenas que você utilize os diferenciais para se destacar neste tão competitivo mercado.


Somos bombardeados a todo momento por informações da TV, rádio, impressos e Internet, estamos sempre recebendo algum tipo de informação. A grande maioria acaba se perdendo, nem se quer passamos os olhos, mas sempre tem uma que nos chama a atenção.

E como isso ocorre?

Pela utilização correta das informações, você sempre tem que ter uma carta na manga, seja o preço, diferencial no seu produto/serviço ou agilidade na produção. São este diferenciais que acabam fixando o cliente/paciente, mas observem que o preço não é tudo.

Diferencial é a melhor propaganda, pode ter certeza que se você fizer algo que chame a atenção terá a melhor forma de divulgação, o boca a boca. Além de ter conquistado o paciente, tenho certeza que ele voltará e te indicará para outros. Observem que, a tempos ser especialista deixou de ser um diferencial e se tornou uma exigência, quem continua contando apenas com títulos pendurados na parede está ficando para trás.

Consumidores buscam experiências novas e pagam para tê-las. “Se você quiser atrair e fidelizar pacientes, apresente novidades a eles”, (Ômar Souki).

Neste mundo nada se cria, tudo se copia. Partindo desta ideia verifique o que o seus concorrentes andam fazendo de criativo, não que você vá copia-los, mas poderá ter ótimas ideias e melhorar o seu negócio.

Seu pacientes também são indicadores, te darão boas sugestões, desde que você esteja disposto a ouvi-los. Sugestões, criticas e até reclamações são bem vindas, fique atento e não perca esta oportunidade.

No segundo artigo da série falaremos da confiança. 

Boa Sorte!

Nenhum comentário:

Postar um comentário