sábado, 16 de abril de 2011

Conquistando Paciente - Parte 4

O que motiva uma pessoa realizar uma compra? Alguns compram com fins lucrativos, outros puramente sentimental, outros nem sabem por que estão comprando. Cabe ao profissional descobrir o significado da compra e, a partir disso, conquistar o cliente através da objetividade.

Vários fatores influenciam uma compra: ferramentas de divulgação (TV, rádios, anúncios impressos, entre outros), uma situação de vida (aquisição de um carro, de um ponto comercial, etc), o ciclo social, entre tantas outras coisas. Tudo isso deve ser muito bem observado pelo profissional, para que no momento certo, você tenha as palavras certas para receber o SIM do fechamento do negócio.

Na odontologia não é diferente, existem pacientes que só procuram o Dentista quando sentem dor, outros deixam o tratamento de lado para investir em uma viajem ou trocar de carro, mas existem aqueles que estão preocupados com a saúde e também os que estão apenas preocupados com a estética.

 
De nada adianta você realizar um plano de tratamento exagerado, na qual você "empurrou" coisas que o paciente definitivamente não precisava ou não queria naquele determinado momento, opaciente com certeza não realizará uma próxima consulta e não aceitará o seu plano proposto, ou seja, você acabou de perder um cliente/paciente. Apresente sempre coisas que realmente valham a pena para o seu paciente, sem deixar de lado o bom senso e a preocupação com a saúde é fundamental.

Conheça o seu paciente, saiba quem é o seu público-alvo, com isso você não estará dando um tiro no escuro, saberá exatamente o que o seu paciente necessita. “as menores coisas com significado têm mais valores que as maiores coisas sem significado”, (Carl Jung)

Por isso que, "perder tempo" se fazendo uma boa anamnese sempre é um ótimo investimento futuro, mas sempre ponha em primeiro plano a saúde do seu paciente.

Além de definir seu público-alvo, outra maneira de saber quais as necessidades do seu paciente é questioná-lo. Ele é a pessoa mais indicada para dizer quais são seus pontos fracos e fortes e, com estas respostas, poder melhorar seu atendimento, serviço e produto.

“Faça um tendimento com responsabilidade, com isso você efetivamente estará muito bem com o paciente, além de fazê-lo decidir pelo tratamento”.

 Em nosso próximo artigo falaremos a respeito de atenção dedicada ao paciente.

Baseado em: Luciana Araújo

Nenhum comentário:

Postar um comentário