segunda-feira, 1 de agosto de 2011

Biocibernética Bucal, você sabe o que é?

Dessa vez vamos deixar de lado os artigos de Gestão e Marketing Odontológico e vamos falar de um assunto um tanto quanto curioso e pouco falado entre os Cirurgiões Dentistas a Biocibernética Bucal, o artigo é baseado no livro de FURLAN, E.; SANTOS, R. P. (referencia no final do artigo)

Essa técnica teve início no interior do estado de São Paulo, mais precisamente em Araçatuba, com os Dentistas, Dr. Denisar Lopes de Figueiredo e Dr. Mario Baldani.
 
Muito ao contrário do que se pensa, os dentes não tem apenas as funções de fonação, mastigação e estética. Para o Dr. Furlan e Dr. Rogério, o dente é comparado a um brilhante, depois de muitas pesquisas conseguiram relacionar cada quatro dentes a um sistema biológico.

Os pesquisadores acreditam que as verdadeiras funções dos dentes são: respiração, bioquímica e postura esquelética; daí viriam, mastigação, fonética e estética, que seria a conseqüência de uma função adequada.

Porém a principal função dos dentes seria manter um padrão respiratório ideal, pois eles atuam como colunas que sustentam um espaço para a língua e permitem uma respiração saudável.

A biocibernética bucal relacionam várias doenças com a arcada dentária, como por exemplo: distúrbios do sono. Mas também é estudada por essa área, a personalidade, a inteligência, o convívio social, tudo isso relacionado com os dentes.

Esse assunto é muito extenso, não ficando agora indicado se falar sobre detalhes, mas a nível de curiosidade, vamos dar um exemplo da relação que existe entre o dente e a pessoa como um todo.

Os incisivos centrais superiores e inferiores estão relacionados com o sistema neural. Sendo assim os dentes da inteligência e principalmente da personalidade. A criança se encontra totalmente pronta para a alfabetização após os seis e sete anos de idade, período em que os dentes em questão estão “nascendo”, antes disso não assimilam muito o aprendizado, muito embora o aprendizado esteja sendo estimulado cada vez mais cedo.

Esse grupo constituído de quatro dentes pode ainda ser divididos em lado esquerdo (corresponde ao lado afetivo do indivíduo), e lado direito (corresponde ao relacionamento social), os dentes superiores relacionam-se com o sexo feminino, e os inferiores como masculino. 

Então se por exemplo, uma pessoa possui o incisivo central superior esquerdo projetado para frente, essa pessoa estaria projetando também a sua personalidade e inteligência em relação ao meio afetivo, a seu parceiro ou parceira, é muito provável que em casa seja considerado o líder. Quando o incisivo central superior direito está voltado para dentro da boca significa o contrário.

Vários estudos como este são feitos nessa área, ficando assim para mais tarde, a citação de outros casos.

Referência bibliografica:
1.   FURLAN, E.; SANTOS, R. P. Biocibernética Bucal, em busca da saúde perfeita. São Paulo, Madras, 2002.


@ danieltressoldi

Nenhum comentário:

Postar um comentário