quarta-feira, 25 de janeiro de 2012

Quanto Vale sua Etica?

“Para vender com ética, primeiro, venda para você mesmo, depois compre de você mesmo, se você ficar satisfeito, estará no caminho”.Fábio Azevedo

Para ilustrar vou começar falando neste texto de uma experiência pessoal. Eu fui a uma determinada concessionária comprar um carro 0 quilômetro. Começou errado logo no atendimento, estava procurando um carro que estava na promoção, à vendedora desconhecia tal promoção. Por fim, depois de algum tempo de espera ela descobriu que realmente havia o carro.

Bem, eu daria meu carro usado como entrada, então foi feita uma avaliação e eu achei que eles deram um valor muito baixo pelo veículo, mas o carro que eles tinham estava com um ótimo preço, completo e eu achei que não encontraria outro pelo mesmo preço. E a vendedora me afirmou que em outra loja não fariam avaliação melhor que ali era a melhor da cidade....
Fui embora meio decepcionado pelo valor dado pelo meu carro, mas com a promessa da vendedora de tentar conseguir um pouco mais. No outro dia ela me liga e diz que conseguiu R$1 mil reais a mais pelo meu carro. Fiquei mais animada e voltei na concessionária. Ela cumpriu em partes a promessa, pois ela me deu apenas R$720,00 a mais e pasmem a prestação que antes seria de um valor subiu R$55,00.

Resumo desta história fui a outra concessionária onde me deram um valor muito melhor pelo meu carro usado, fui muito melhor atendido e acabei fechando o negócio.

Mas o que esta história tem haver com ética? Tem peloseguinte, a vendedora da primeira concessionária me disse que se fizessem outra avaliação no meu carro até poderiam dar mais, mas iriam acrescentar este valor na parcela do carro novo. E não foi isso que aconteceu, ela queria forçar a venda escondendo muitos detalhes e isso sim é anti-ético!


Com certeza nesta história ela tiraria o valor referente ao meu carro usado e ainda sua comissão da venda do carro novo. Ela perdeu o cliente por querer tirar vantagem de mais e para um Profissional da Saúde assim como para um vendedor a credibilidade é tudo.

Para você que trabalha na área da Saúde é muito importante saber que o paciente não é bobo. Que se ele vai até você tenha certeza que antes ele pesquisou sobre o tratamento que ele terá que fazer, hoje a internte está repleta de artigos dos mais diversos assunto, as informações chegam de forma muito fácil aos nossos Pacientes, provavelmente ele não está ali sem nenhum conhecimento. Nunca subestime seu Paciente.

De acordo com Randy Pennington e Marc Bockmon, autores do livro “A ética nos negócios”, poucos julgariam que a honra é mais importante que o ganho financeiro e que alguns a sacrificariam se precisassem ganhar algo.

Não queira fechar um tratamento mentindo para seu cliente, fale sempre a verdade, ele confiará mais em você, ele voltará e lhe indicará novos pacientes. Confiança é como um cristal, quando quebrado, não se tem como colar.

Pessoas ou empresas de princípios são aquelas que fazem o que é certo, e pouco importa se é ou não a coisa conveniente, lucrativa ou divertida, afirmaram Pennington e Bockmon.

Veja o que realmente importa para você, a sua ética ou um tratamento a mais à receber no final do mês? Não faça com os outros o que você não quer que façam para você.

Bons Sorrisos!!  :)

Nenhum comentário:

Postar um comentário